27 de março de 2017

REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Rede Municipal de Educação atenção!!
É AMANHÃ!! Teremos ato unificado com os secundaristas a tarde!!!


17 de março de 2017

Relatoria da assembleia da rede municipal do dia 16/03/2017

 Relatoria da assembleia da rede municipal do dia 16/03/2017

A assembleia realizou-se na sala do SEPE, teve início às 10h e contou com a presença de 77 profissionais da educação.
No primeiro momento, foram realizados os informes, divididos nos seguintes pontos:
# Encontro do GT referente às eleições para direção;
# Encontro do GT referente ao PCCR;
# Ato contra a reforma da previdência;
# Ocupação do CIEP 424; e
# Questões jurídicas referentes à problemática do 1/3 de atividades extraclasse e situação precária nas unidades escolares.

No segundo momento houve as falas de avaliações e propostas da categoria, o que acarretou o terceiro e último momento, as deliberações da assembleia, que são as seguintes:
# Maior difusão dos informes sobre o posicionamento do sindicato em relação aos sábados letivos;
# Pautar, na próxima audiência com o governo, o caos estrutural e funcional das unidades escolares;
# Intensificar a luta política pela implementação plena e imediata do 1/3 de atividades extraclasse junto à luta da data-base;
# Produzir vídeos e fotos para denunciar a situação precária das unidades escolares, desmentindo assim, o governo Sadinoel;
# Averiguar a questão do cargo de assessora pedagógica;
# Pressionar para que haja a apresentação de um plano de recomposição salarial ao longo do mandato do atual governo e que, este ano, ocorra um reajuste salarial de, no mínimo, o índice inflacionário do último ano;
# Retomar a luta da reformulação curricular;
# Trazer à tona o problema da retirada da passagem dos profissionais (auxílio-transporte);
# Unificar o calendário nacional de luta com o da rede municipal, dessa forma, quando houver necessidade, que a direção possa convocar o município para paralisações e atos, alinhando-se ao calendário nacional;
# Procurar novos locais para a realização das assembleias, já que, a acústica da Associação da Maior Idade prejudica o andamento das mesmas;
# Calendário de lutas:
28/03/2017: Paralisação de 24h com ato unificado com os estudantes secundaristas em frente à prefeitura/semec, cujo tema será: Dia simbólico de planejamento, às 9h30.
05/04/2017: Meia paralisação com assembleia às 9h30 em local a confirmar.


O SEPE SOMOS NÓS, NOSSA FORÇA, NOSSA VOZ!

REDE MUNCIPAL DE EDUCAÇÃO, ATENÇÃO


13 de março de 2017

REDE MUNICIPAL DE ITABORAÍ, ATENÇÃO:

Devido aos sérios ataques aos direitos trabalhistas propostos pela reforma da previdência do governo Temer (PMDB), os sindicatos e centrais sindicais de todo o país convocam os trabalhadores para a greve geral do dia 15 de março (quarta-feira). Entendendo a importância da luta contra essa reforma, a direção colegiada do SEPE-Itaboraí, em apoio à Greve Nacional da Educação,convoca a categoria para a paralisação de 24 horas e para o ato que acontecerá no Centro do Rio, a partir das 16 horas. 

Àqueles interessados em fortalecer o ato, o SEPE Itaboraí garantirá o transporte.

Saudações sindicais



9 de março de 2017

Rede Municipal: Sobre a situação das escolas da rede e orientações do SEPE Itaboraí

REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ITABORAÍ
URGENTE!

O SEPE Itaboraí vem recebendo denúncias da situação calamitosa das escolas da Rede Municipal de Educação de Itaboraí, o que nos causa estranheza, já que o governo (Sadinoel – PMB) adiou o início das aulas com a justificativa de estar “arrumando a casa” após o caos deixado pelo governo Helil Cardozo (PMDB).

Conforme as denúncias, percebe-se que a medida de adiar as aulas não surtiu nenhum efeito na melhoria das condições das escolas, assim como na resolução do problema de pessoal para garantir o pleno funcionamento das unidades de ensino.

Repudiamos veementemente os profundos ataques que a Rede Municipal de Educação vem recebendo pelos governos de plantão. Fazemos a defesa intransigente da educação pública de qualidade, democrática, gratuita, estatal, laica e socialmente referenciada.

Não aceitamos nenhum discurso de crise que coloca na conta de um direito social os descaminhos de governos que não se comprometem com a histórica luta defendia por este sindicato e pelos educadores de uma EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE!

A Educação Pública jamais pode ser objeto de ataques!


Solicitamos aos Profissionais da Educação da Rede Municipal

  Relatórios detalhados da situação das unidades de ensino:

·     Número de Profissionais que estão faltando (professores, merendeiras, inspetores, agentes, porteiros, psicólogos, serviços gerais...);
·         Situação da infraestrutura das escolas;
·         Situação da merenda escolar;
·         Situação do material didático das escolas;
·         Situação da limpeza das escolas;
·         E mais informações que os Profissionais considerarem pertinentes.


  Fotos e Vídeos que expressam a realidade das escolas (solicitamos que a imagem dos Profissionais e dos Alunos seja preservada, evitando assim que os mesmos apareçam nas imagens).

O material organizado deve ser enviado para o e-mail: sepeita@gmail.com (o material deve ser identificado com o nome da escola)

--------------------------------------------------------------------------------

Ressaltamos que sendo a escola pública um espaço de livre acesso e de relações democráticas, os Profissionais se encontram no direito de denunciar o descaso com a educação pública através da organização desses documentos. Sendo assim, não cabe a nenhuma Direção e a SEMEC impedir a ação dos Profissionais na elaboração das denúncias.

Se qualquer Direção expressar atitudes de ameaça e assédio moral, solicitamos que a denúncia seja feita de forma imediata para o SEPE Itaboraí.


O SEPE SOMOS NÓS. NOSSA FORÇA, NOSSA VOZ!
VAMOS À LUTA EM DEFESA DA ESCOLA PÚBLICA!

FILIE-SE AO SEPE!
FORTALEÇA O SEU SINDICATO!




Rede Estadual: Atenção!


Rede Municipal: Orientações sobre os sábados letivos

REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE ITABORAÍ ORIENTAÇÕES SOBRE OS SÁBADOS LETIVOS

Levando em consideração o excessivo número de sábados letivos deste ano de 2017, exigidos pela SEMEC de forma autoritária, o SEPE-Itaboraí tem o seguinte entendimento: 

Como já foi exposto anteriormente em um parecer do setor jurídico deste sindicato, colocamos-nos veementemente contra o cumprimento de dias letivos que excedem à carga horária semanal do profissional. Entendemos assim, que os chamados sábados letivos não podem ser obrigatórios para os profissionais que já cumpriram sua carga horária semanal. Temos a compreensão de que o ano letivo de 800 horas, distribuídas em no mínimo 200 dias precisa ser respeitado, desde que, não haja desrespeito à jornada de trabalho dos educadores. Quando os trabalhadores da educação já cumprem sua carga horária semanal, os sábados letivos compulsórios configuram-se como extrema arbitrariedade por parte da secretaria de educação, já que, acarreta um ônus a mais para os educadores, pois não há o pagamento de horas extraordinárias trabalhadas, passagem, além da perda de um dia de descanso.

Diante dos crescentes ataques aos trabalhadores da educação e aos cotidianos problemas, acarretados pelo descaso dos sucessivos governos, nas unidades escolares, orientamos que, os profissionais da educação não cumpram de maneira compulsória os sábados letivos caso já tenham cumprido a jornada semanal de trabalho e, se houver algum desconto por não cumprimento  desses sábados, estará configurada mais uma arbitrariedade, fato que deve ser comunicado ao SEPE-Itaboraí para que sejam tomadas as devidas providências, nos âmbitos jurídico e político.

Saudações Sindicais
SEPE-Itaboraí

O SEPE SOMOS NÓS, NOSSA FORÇA, NOSSA VOZ!

Filia-se ao SEPE!
FORTALEÇA O SEU SINDICATO! 




AddThis Smart Layers